sábado, 22 de outubro de 2011

HOWARD HAWKS, O FARAÓ


«Nos anos cinquenta o “cinemascope” invadia o cinema, perante a ameaça da televisão, e apesar de Howard Hawks nunca se ter sentido fascinado por este formato acabaria por, também ele, fazer o gosto ao dedo em “A Terra dos Faraós” / “Land of the Pharaohs”, contando no argumento com a colaboração de William Faulkner, que um dia encontrara em Paris, convidando-o para escrever os diálogos. Recorde-se que o célebre escritor, teve sempre uma relação difícil com os Estúdios mas Hawks, que o conhecia bem, conseguiu levar a água ao seu moinho. Howard Hawks oferece-nos um filme esmagador, basta ver como nos é dada a construção da pirâmide e as suas armadilhas, utilizando o ”scope” com enorme saber, recorde-se que este foi o único filme que fez neste formato, conseguindo levar ao espectador esse antigo Egipto onde os Faraós reinavam a seu belo prazer.» 
(In, amemoriadocinema.blogspot.com)


reportagem da revista LIFE







(copiado da LIFE Magazine)



Sem comentários:

Publicar um comentário