quinta-feira, 3 de maio de 2012

Marlon Brando e Tarita

A Cinderela dos Mares do Sul

Fotos de Grey Villet

Marlon Brando e Tarita, a "Cinderella of the south seas", 
titulo da reportagem da LIFE em 1961.


«Marlon Brando é considerado um dos maiores actores de todos os tempos, alguém que, pela rebeldia, pela coragem, pela sua luta contra a injustiça, destacou-se como ícone de uma geração. Descendente de imigrantes irlandeses, Marlon Brando foi criado com duas irmãs mais velhas, Jocelyn e Frances. Em 1935 seus pais se separaram, e sua mãe mudou-se com os filhos para Santa Ana, na Califórnia. Dois anos depois, com a reconciliação dos pais, a família instalou-se em Libertyville. Em 1940, Brando entrou para a Academia Militar, em Fairbult, mas acabou sendo expulso por insubordinação. Em 1943 foi a Nova York, matriculou-se numa academia de teatro, dirigida pelo famoso Erwin Piscator, onde estudou o método de interpretação Stanislavski, com Setlla Adler. Fez sua estreia na Broadway em 1944, com a peça "I Remember Mama". Dois anos depois, foi apontado pelos críticos como o actor mais promissor do teatro de Nova Iorque.


Tarita Teripia, 19 anos, a "Cinderella of the south seas". 1961.

Em 1947 actuou - por sugestão do director teatral e cineasta Elia Kazan - em seu maior papel no teatro, o de Stanley Kowalski, em "Um Eléctrico Chamado Desejo", de Tennessee Williams. A estreia no cinema de Marlon Brando foi como um veterano de guerra paraplégico no filme The Men (O Desesperado, 1950) de Fred Zinnemann. Em 1951, Brando aceitou fazer novamente o papel de Kowalski numa versão para cinema de "Um Eléctrico Chamado Desejo", e o resto é história no cinema.


Tarita Teripia, 19 anos, a "Cinderella of the south seas". 1961.


 Tarita Teripia, 19 anos,na escola e com os pais. 1961.

Tarita Teripia, 19 anos, a "Cinderella of the south seas". 1961.


Marlon Brando conheceu Tarita em 1962, no atol de Tetiaroa, na Polinésia Francesa, durante as filmagens de Mutiny on the Bounty (Revolta na Bounty, 1962), de Lewis Milestone e não creditado Carol Reed. Tarita, uma filha de pescadores de Bora-Bora, era então uma criada de hotel de 19 anos e tinha sido contratada como bailarina para o filme. Durante um tempo resistiu aos intentos de sedução por parte de Marlon Brando. Em suas memorias, Tarita conta que quando o conheceu, não sentiu nada: "Para mim, o papel só significava um trabalho muito bem pago". Brando, que tinha o dobro da idade de Tarita, divorciou-se da actriz Movita Castañeda para casar-se com ela. Em 1966, Brando comprou uma ilha para Tarita, a 20 minutos de voo de Tahití, e que converteu no seu refugio privado. Tiveram dois filhos e não viveram felizes para sempre, em 1972 cada um foi para o seu lado.» (textos da net)


Fotos de Marlon Brando e Tarita, a "Cinderella of the south seas", em 1961.


Tarita Teripia, 19 anos, a "Cinderella of the south seas", em 1961. 


Marlon Brando, a esposa Tarita Teriipia e o filho Simon Teihotu, em 1965. 
Foto encontrada em jeniss.blogspot.pt



(Fotos Grey Villet e LIFE Archive, excepto a última)






Sem comentários:

Publicar um comentário